quarta-feira

Como fazer para diferenciar o mofo do bolor e tomar a decisão acertada para eliminar


A umidade do ar, no período das chuvas prolongadas, por exemplo, bem como o frio, ou inverno, costuma trazer alguns visitantes não muito desejáveis que, se não detectados ou combatidos a tempo podem trazer prejuízos consideráveis.

São os velhos conhecidos mofo e bolor. É, o mofo e o bolor, que embora muita gente confunda e considere tratar-se do mesmo “inimigo’, eles são distintos e têm atuação diferenciada sobre os objetos em que se alojam.

O bolor apenas infecta os objetos deixando aquele visual desagradável, já o mofo, corrói o material em que se aloja o material afetado.

O primeiro, em relevo, tem tom acinzentado e pode ser facilmente removido com um pano úmido, já o segundo, o bolor, que deixa pontos pretos, é mais difícil de ser removido, sobretudo porque costuma se alojar em objetos fibrosos e tecidos.

Veja também:
- Como fazer para usar e conservar melhor os seus “couros” do inverno
- Como fazer para usar os cuidados essenciais no trato com suas roupas
- Como fazer para lavar bem as suas roupas sem danificá-las
Veja como dar um trato nas roupas e armários para evitar, e combater, os indesejáveis visitantes.

O sol e a ventilação são aliados importantes contra os fungos no geral, já que tanto a umidade como o ‘abafamento’ são aliados que facilitam o seu aparecimento. Uma boa medida é habituar-se a colocá-las no sol por alguns minutos e em seguida deixar esfriar um pouco antes de voltarem ao armário.

Uma ideia adicional é de vez quando, ou melhor, com certa freqüência, deixar as portas e gavetas abertas – tipo uma hora por dia – em épocas mais propensas a ocorrer para manter alguma ventilação.

Um item muito importante a ser observado, é jamais guardar roupas que tenham sido usadas – sem lavar –, pois, embora pareçam limpas, elas retém algum suor e a gordura natural do corpo, sem falar algum resíduo como o pó, que serão um banquete para os fungos.

Outro item que deve receber atenção. São as peças de couro, que devem ser retiradas do armário com mais regularidade para arejarem.

Uma medida adicional importante é colocar saches – feitos por você mesmo – com tecido de algodão, contendo giz ou carvão vegetal e coloque nos cantos dos armários e gavetas, já que são excelentes para absorveram umidade. Eles devem ser trocados periodicamente. Lave os saquinhos e os encha novamente.

Você pode, também, juntar os saches com sais de sílica que costumam vir em embalagens diversas, como de medicamentos e materiais eletrônicos, por exemplo, e utilizá-los da mesma maneira, pois são excelentes para absorverem umidade.

Você pode usar a cânfora, que embora tenha um cheirinho não chega ser desagradável, tem gente que é alérgica. Faça saquinhos, ou saches, em tecido de algodão ou gaze, e distribua igualmente por gavetas e armários, bem como em outros locais suscetíveis.

Mas, se “topar” com eles, veja como fazer.

O tempo e a permanência da mancha de mofo ou bolor no tecido é o que vai determinar se ela poderá ou não eliminada. Se muito antiga, veja abaixo, o processo terá de ser repetido muitas vezes o que pode enfraquecer o tecido, com perda de resistência e apodrecimento da peça.

Os tons violeta, pretos e esverdeados, geralmente denotam manchas mais antigas e bastante impregnadas nas fibras do tecido.

Se as manchas são recentes podem ser removidas em lavagem comum com a utilização de algum alvejante, preferencialmente aqueles sem cloro que atacam menos as fibras do tecido, embora o processo seja um pouco mais lento.

Mas, se persistirem use a fórmula abaixo:
- Coloque em um recipiente 5 colheres de sopa de água sanitária* e 2 colheres de sopa de um produto de limpeza pesada, como aqueles utilizados para retirar gorduras de fogões e azulejos,
- Misture e aplique a solução sobre a mancha. Espere uns minutos e se necessário esfregue devagar para não rasgar a peça. Se a mancha diminuir e ainda continuar mesmo em parte do tecido repita a operação quantas vezes forem necessárias, até a retirada final,
- Após a remoção lave a peça em água corrente e aplique sobre o local que estava manchado uma solução pastosa formada por 3 colheres de sopa de açúcar e 5 colheres de sopa de água. Espere cerca de 3 minutos, enxágue e lave a peça novamente como de costume.
O que fazer com o mofo em roupas coloridas?

Se a mancha em uma roupa colorida não sair após a lavagem simples, com o alvejante sem cloro, você pode fazer um teste para saber se é possível utilizar a solução de água sanitária nela. É só fazer o teste. Aplique a solução em um fio ou em uma pequena parte interna da peça e espere cerca de 10 minutos para ver se o corante resistente ao cloro.

Não desbotando, você pode seguir a receita acima. Se não, e o local ficar branco, a opção é levar a peça em uma lavanderia profissional para ser tingida.

         *Use sempre um produto de boa qualidade ou adquirido recentemente, pois elas costumam perder a eficiência.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.

Você pode contribuir com o relato de suas experiências com as ideias e sugestões postadas aqui, bem como tirar eventuais duvidas com o editor e/ou outros usuários.