Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

domingo

Como fazer para pintar pequenas peças de forma simples e limpa


Mais simples impossível, não é verdade?

Uma caixa de papelão um foco de luz e, só isso!

Para o foco de luz basta abrir a parte superior da caixa e colocar algo transparente como um plástico transparente ou mesmo vidro.

Com arames fixados na parte superior você prende as peças e pode até girá-las para facilitar a pintura, para isso deixe a ponta do arame acessível fora da caixa de forma que possa manipular para mover as peças.

Só para lembrar, a máscara é essencial já que “vapores” da tinta impregnam o ar em torno das peças e não fazem bem para a saúde.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sexta-feira

Como fazer um belo biombo e garantir aconchego e privacidade ao ambiente

Nesta ideia acima, na imagem, o biombo é feito com tecido, e embora o visual seja muito bonito e ele seja muito funcional na divisão de ambientes e para manter a privacidade, colocado em frente às janelas, ele tem um aspecto que, se não o inviabiliza, pelo menos o deixa “vulnerável”. 

Eu tenho dois em casa feitos de treliça o que os deixa mais pesados, mais funcionais. É que, com a leveza da estrutura – no caso da imagem acima – ele será facilmente derrubado pelo vento, o que pode trazer alguns transtornos ao ambiente e até às crianças pequenas que porventura estejam próximas.

Então, o que fazer para corrigir esta fragilidade?

Uma ideia é em vez do tecido proposto, utilizar algum tipo de tela fina que permita a circulação do ar, bem como optar por madeiras duras*, mais pesadas – não o pinho mais comum – mas, madeiras como o mogno, o jatobá o paraju e outras.

Você vai precisar:

- De 6 peças ou sarrafos de 1,7m com diâmetro de 3x2 e 6 sarrafos menores de 40cm com os mesmos 3x2 de diâmetro;
- Furadeira, 12 parafusos de 35 mm, cola branca, 4 dobradiças, chave Phillips e chave de fenda comum e lixa para madeira.
- Além disso, a depender do revestimento que vier escolher, se tecido mesmo**, vai precisar de tesoura, máquina de costura – para fazer a barra e o encaixe nas partes superior e inferior.
Dai não tem mistério, é só colocar mãos à obra.

Lembrete: uma forma de garantir-lhe mais estabilidade é manter o “zig–zag” na hora de usar, já que quanto mais reto maior a probabilidade de ele cair.

*Converse na madeireira para escolher a melhor opção
** O ideal, talvez, seja um tecido grosso, tipo lona ou algo similar, que vai contribuir para mais dar mais firmeza e durabilidade.
Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga o nosso Twitter, para acompanhar as nossas atualizações
*


Share/Save/Bookmark

quarta-feira

Como fazer para prender a blusa ao sutien

Tem gente que não liga, mas, se você se incomoda quando um decote pronunciado escorrega pelo ombro e deixa à mostra a alça do sutien, veja que ótima solução.

Com um pedacinho de elástico, de fita ou viés – de preferência na cor do vestido ou blusa – e um colchete de pressão, faça uma alça que prenda a blusa ao sutien – como na imagem – e o problema estará solucionado. 

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga o nosso Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

segunda-feira

Como fazer para conservar as pilhas quando em uso

É uma dúvida de muitos, se deixando as pilhas dentro dos aparelhos, tipo máquinas, controles de todo tipo, brinquedos e aparelhos eletrônicos diversos, elas se gastam ou descarregam ou mesmo se podem provocar danos ao aparelho. 

Eu também tinha esta dúvida. Neste texto abaixo você vai conferir uma resposta de uma pessoa da área, de uma revista ou site de tecnologia, que o faz com muita propriedade e precisão definitiva.

    "Sim, gastam uma carga bem pequena, isto se deve a diferenças elétricas dos metais do contato da pilha que entram em contato com o metal de contato do controle somado normalmente à umidade do ar ou das mãos este último ainda contando com sal, que contem esse suor, esta umidade eventualmente reforçada pelo sal, deflagra uma reação baseada nas diferenças elétricas dos metais de contato que funcionam como um catodo/anodo e a umidade e/ou sal por menores que sejam funcionam como conduíte, tem-se a eletrolise, quem estudou química, sabe que isto é altamente destrutivo, forçando a passagem de elétrons entre os metais, e normalmente ocasiona uma oxidação severa da pilha, que por sua vez aumenta essa passagem, isso faz com que a pilha oxide cada vez mais, chegando a criar uma camada oxidada sobre o metal em cor verde sobreposta por uma camada em tom branco.

Com o tempo esta oxidação literalmente cria um buraco e faz a pilha vazar, ou você achava que ela vazava sozinha.

E esta descarga demora a ocorrer, mas é constante, inevitável e destrutiva.

A eletrólise é um processo natural, normal."

Reposta de Start Machinian (Mentor), em Tecmundo

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga o nosso Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sábado

Como fazer para criar funcionalidades com objetos comuns ou triviais 2


Continuando a série, esta imagem mostra uma ideia excelente e criativa para aproveitar velhas pranchetas que estão aí pelos cantos e reutilizá-las para não só dar um toque decorativo em sua área de trabalho ou estudos, mas, sobretudo funcional, servindo como suporte para papéis variados, lembretes, quadro de aviso ou mesmo um porta fotografias informal. 

Veja também: Como fazer para criar funcionalidades com objetos comuns ou triviais 1

Se não tem tantas assim em casa, elas custam uma “merreca” nas papelarias da cidade, principalmente aquelas básicas de duratex, quando pode exercitar a sua criatividade revestindo-as com papel, tecido, pintando ou aplicando o papel colorset, ou mesmo o papel contact, decorando à seu gosto.

E ai, gostou da ideia? Não acha que vai ficar lindo e adicionar um toque pessoal e especial ao seu local de estudo ou trabalho?

    Obs. Você encontra, também, pranchetas pequenas que podem adicionar outros recursos a esta ideia dando-lhe um uso diferenciado, um porta retratos, por exemplo.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga o nosso Twitter, para acompanhar as nossas atualizações


Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer para manter a limpeza, conservação e beleza do seu estofado


Os sofás, hoje, são “pau pra toda obra”, inclusive para deleite de cães e gatos, o que vai exigir um pouco de cuidados na manutenção ou limpeza para maior conservação e durabilidade, senão beleza.

Como a poeira, sobretudo, costuma se entranhar no tecido, quanto mais frequentes forem às vezes em que passar o aspirador de pó sobre eles, mais fácil vai ser manter a sua limpeza, por isso não deve vacilar neste aspecto. Os aspiradores de pó têm acessórios que permitem aspirar nos cantos de acesso mais difícil.

Em caso de acidentes – tipo café, leite ou outro alimento – a limpeza deve ser feita na hora, o que aumentam as chances de um bom resultado. Antes de usar qualquer produto nesse processo, leia as especificações e instruções na embalagem para se certificar se é o mais adequado. Mesmo assim, faça o teste em uma parte “oculta” do sofá e observe o resultado antes de usar na parte afetada ou suja.

Leia também:

Como fazer para combater os ácaros em casa

Os produtos de limpeza mais adequados são aqueles, tipo tira-manchas a seco, já que os líquidos penetram e encharcam o tecido e o estofamento. O tira-manchas convencional dissolve a gordura – se for caso, do café e leite – e a aplicação posterior de talco ajuda no processo. Retire o talco depois com uma escova. Isso pode ser feito, também na limpeza de carpetes.

Se a forração de seu estofado for removível, lave-a a seco ou com água, e a depender do comprometimento consulte um tintureiro, por exemplo, sobre o produto mais indicado, já que um erro pode levar a desbotar ou encolher.

Se o revestimento é de couro ou vinil utilize produtos específicos para isso encontrados no mercado, como aqueles utilizados em bancos ou estofamentos de automóveis.

Em caso de tecido impermeabilizado ou sintético – plástico – uma manutenção comum e cuidadosa dará um bom resultado. Evite o excesso de uso da força ou de abrasivos para não desgastar, manchar ou estragar.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga o nosso Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.
* 

Share/Save/Bookmark