domingo

Como fazer para utilizar todo o incrível poder do limão na limpeza


Limão é o típico ‘faz tudo’ e não se limita apenas à limpeza, já que é largamente usado em áreas como culinária e saúde, por exemplo, onde se sai em todas elas com uma eficiência surpreendente.

Agora, você vai encontrar na relação abaixo alguns usos incríveis no item limpeza e higiene, o que atesta sua grande versatilidade e eficiência.

Tudo isso, é claro, além da deliciosa limonada.

Confira.

- Geladeira

O aroma cítrico do limão é ótimo para refrescar sua geladeira. O truque pode ser feito de três formas. Coloque um recipiente em sua geladeira com: uma bola de algodão embebida no suco de limão; ou meio limão com o corte virado para cima; ou o suco desse limão espremido. Não existe jeito certo, apenas preferência. Lembre-se de trocar semanalmente.

- Micro-ondas 

Sabe aquela mancha velha de molho vermelho que nuca sai do micro-ondas? Ela e qualquer outra sujeira teimosa vão embora com o uso do limão e vapor na limpeza do eletrodoméstico. Esprema a fruta em um recipiente preenchido com água até a metade – coloque o resto do limão ali também. Ligue seu aparelho de três a cinco minutos em potência máxima. 

Não abra a porta do micro-ondas por pelo menos mais cinco minutos – vapor quente é perigoso e nesse tempo ele vai se misturar com os óleos naturais da fruta, limpando tudo. É só passar um papel toalha ou pano úmido no final.

- Ralador

Todos nós concordamos que o ralador e o acessório de cozinha mais difícil de limpar, não? Nele, o limão faz milagres – é só cortá-lo no meio e esfregá-lo por dentro e por fora do acessório. Os resíduos e qualquer gordura persistente vão embora rapidinho.

- Tábua de corte

Sal marinho e limão formam a melhor combinação na hora de desengordurar tábuas de corte, sejam elas de madeira ou de plástico. Espalhe o sal pela tábua e esfregue metade do limão nela com força. Além da mistura remover odores, você vai perceber todas as manchas saindo enquanto esfrega.

- Vidros e espelhos

Marcas de dedos, gordura e sujeira em janelas e espelhos são desagradáveis – para resolver o problema, coloque três colheres de sopa de suco de limão em um copo de água em uma garrafa de spray. É só vaporizar nas superfícies desejadas e enxugar com um pano de microfibra.

- Vaso sanitário

Jogue sal marinho ao redor do vaso sanitário e esprema meio limão por cima, esfregando com a escova do banheiro em seguida. Se quiser potencializar o efeito da mistura, também vale adicionar bicarbonato de sódio. O resultado vai surpreender!

- Azulejos 

Aplique suco de limão diretamente na área suja usando uma esponja ou vaporizador e deixe a mistura agir. Enxugue com um pano limpo úmido – esse é o segredo dos azulejos desengordurados.

- Torneiras e objetos cromados

Para deixar tudo brilhando como novo, passe meio limão diretamente no objeto cromado garantindo que o suco chegue a todos os cantinhos mais difíceis. Limpe com um pano de microfibra e pronto!

- Liquidificador

Use fatias de limão congelado para limpar e afiar as lâminas do seu aparelho. É só cortar o limão, congelar, colocar no copo e ligar. Depois da ‘vitamina’ pronta vai conferir que tudo está, não só bem limpo, mas as lâminas estão bem mais afiadas e eficientes.

Como pode ver, mais versátil impossível, não? Confira e vai constatar!

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sexta-feira

Como fazer para ‘mexer’ ou consertar o telhado sem mistérios

‘Mexer’ no telhado sempre nos pareceu coisa de profissional, não é verdade?

Entretanto, com um pouco de informação e cuidado vamos descobrir que não tem tanto mistério assim e que nos mesmo podemos dar um trato no nosso, caso ele esteja precisando de reparos.

Um probleminha que costuma trazer contratempos é a telha quebrada ou corrida, o que provoca goteiras e, a depender da área afetada, pode provocar alagamento sobre a laje em dias de chuvas e infiltração na laje com o conseqüente mofo ou as manchas escuras que surgem no teto.

Um detalhe importante antes de começar o serviço, é providenciar a escada que dê acesso ao telhado, e as telhas para reposição, que sejam, preferencialmente, do mesmo modelo e do mesmo fabricante, pois podem fazer a diferença na hora do encaixe correto.

Embora, não seja raro ‘consertadores de telhado’ costumarem andar diretamente sobre as telhas, não é o mais recomendado, sobretudo se elas estiverem úmidas ou molhadas.

Para isso, coloque uma tábua – observe a inclinação e/ou estabilidade para não escorregar – ou vá fazendo um caminho, tirando e colocando as telhas de lado e andando sobre as ripas/caibros – mais sólidos e resistentes – e repondo na ‘volta’.

Assim que subir na escada e der uma olhada geral sobre o telhado, vai identificar os pontos que precisam de intervenção – troca ou reposição no lugar devido – e assim fazer um planejamento mais fácil para o trabalho.

Embora não seja imprescindível, ajudaria muito ter um auxiliar que possa passar-lhe as telhas para que não tenha que voltar sempre para apanhá-las, mesmo quando já sobre o telhado.

Como vê, não tem mistérios.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quarta-feira

Como fazer para reaproveitar os saches de sílica para proteger “suas” coisas

A sílica é uma mineral que consegue absorver até 40 % do seu peso em umidade. Daí o seu largo uso na forma dos famosos saches de sílica em embalagens de produtos que já têm em si mesmo certa umidade e podem vir a se deteriorem, bem como aparelhos e outros equipamentos delicados onda a própria umidade do ambiente pode provocar estragos ou danos.

Portanto, você deve reutilizá-los em situações em que possa proteger objetos e/ou equipamentos eletrônicos que possam sofrer com a umidade excessiva, mesmo que eventual.

O velho e conhecido mofo está sempre à espreita para se alojar e danificar muito produtos e objetos mais delicados.

Logo, guarde-os e reutilize para proteger objetos seus. Veja abaixo algumas dicas.
- Uma ‘peça’ bem vulnerável aos eventuais estragos provocados pela umidade são as lentes. É isso, as lentas de câmeras fotográficas ou de filmagem que são altamente sensíveis à umidade/mofo. 
- É o caso, também, de outros equipamentos eletrônicos como os celulares e iPods. 
- Objetos de couro são muito suscetíveis á umidade e ao mofo, logo, colocar saches de sílica onde estão acondicionados ou guardados é uma ótima ideia. 
- Papéis e/ou documentos importantes podem, também, virem a se tornar ‘vítimas do mofo e se comprometer seriamente. Sais de sílica gel neles. Coloque alguns saches no local onde estão guardados. 
- Uma caixa de jóias pode ser um bom local para ‘guardar’ alguns saches de sílica. Elas, as jóias, vão agradecer. 
- Se você costuma guardar fitas de vídeo, elas terão uma vida útil bem mais longa se estiverem protegidos contra a umidade.
Enfim, você vai encontrar outras utilidades para usar os saches e se proteger – a seus objetos – contra a umidade que costuma trazer o velho mofo, que não deixa barato o estrago que costuma provocar.

A cor normal do sache é clara, meio azulada – como a sílica gel que contém – logo, assim que escurecer é sinal que está saturada, e, embora possa ser “secada’ e reutilizada, o ideal é que providencie outros.

Você pode, também, comprá-los. Procure em lojas “do ramo” na cidade ou procure via sites de venda na internet. O preço é bem em conta.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

segunda-feira

Como fazer para reutilizar portas e janelas descartadas de forma fácil e criativa

É uma ideia muito boa, esta de reaproveitar as antigas portas de madeira, em boa parte delas almofadadas ou de treliça, que vêm sendo descartadas e/ou substituídas por portas de aço-vidro ou aquelas de aglomerada e chapas de compensado.

Claro que gosto é uma questão indiscutível, também conta a ideia de atualidade, de modernidade...

As portas descartadas, muitas delas verdadeiras obras de arte são em grande parte constituídas de madeiras nobres e não raro encontramos o cedro e o mogno. Para ficar só nestes dois exemplos de madeiras, relativamente raras, e caras.
Leia também: Como fazer para construir uma mesa de centro reutilizando antiga porta de madeira
Não é difícil encontrá-las por aí em nossas andanças pela cidade, e não tem nada de constrangedor ou “vergonha’ parar o carro e dar um jeito de levar pra casa. Mesmo que não aproveite como porta, ela pode ser reaproveitada de muitas maneiras interessantes e bem criativas.

Como pode ver nestas imagens abaixo. Vai ver que são projetos simples e de fácil execução.

Nas primeiras imagens você vê idéias para “chapeleiros” ou móveis de hall de entrada, com a utilização tanto de portas como de janelas. De adaptação simples e decoração/pintura à seu gosto.
Em seguida temos algumas idéias de mesa, tanto a mesinha de centro feita com uma janela, como as mesas onde se reaproveitam portas. Os pés ficam à sua escolha. Tanto os cavaletes como pernas comuns.
Os biombos que são uma opção interessante para divisão de ambientes ou mesmo para garantir a privacidade caso tenhamos ‘vizinhos/olhares’ muito próximos. Como pode ver, eles possuem rodinhas para facilitar o uso e manejo.
Esta ideia de reaproveitar portas e janelas como estantes é muito boa. Tanto uma estante formal para livros ou prateleira, bem como as prateleiras de canto com a utilização de ‘bandas de porta’.
Agora temos uma ideia de decoração onde você pode deixar a porta/janela em seu estado antigo/gasto, meio vintage, ou lixar tudo e fazer uma pintura nova. A depender de seu estilo pessoal.

É o caso deste pequeno armário feito com janelas de treliça ou mesmo estas duas opções de molduras de espelho, cujo efeito é muito bom em qualquer decoração de ambiente.
Em outros links/tags do blog você encontra – na barra ao lado – o ‘jeito de fazer’ ou de trabalhar tanto a madeira como a pintura/verniz.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sábado

Como fazer para dar um trato em sua memória “fraca”

Este lance de memória, memória fraca a bem da verdade, não é uma coisa tão rara assim. E muito menos estaria sempre associada à idade como muita gente acha ou acredita.

O fato é que ela “pode atacar” em qualquer idade. É isso! Tem alguns fatores que contribuem, e muito, para isso, sem escolher cara ou idade.

Tem ainda a contribuição das modernidades, quando não existe um interesse em se memorizar nada, já que o celular modernóide – que só falta andar – faz tudo e até avisa o dia dos compromissos. E com isso, quem dança é a velha e fiel memória.

Mas, se anda questionando, e preocupado com o desempenho da sua, a sua memória que não anda lá essas coisas..., não custa dar uma olhada nas dicas abaixo para dar um trato nela.
1.   Troque o anel de mão
Relacionar o que você acabou de ver a um objeto ou situação ativa a lembrança. É só ligar um pensamento a outro. Aquela história de amarrar uma fitinha no dedo ou inverter o anel também funciona.
2.   Cultive as amizades
O isolamento social tem efeito indireto na cognição e na memória. Além disso, a solidão é fonte de estresse para o cérebro. Tenha sempre amigos por perto.
3.   Dance
Se mexer de acordo com o ritmo é uma boa opção para exercitar a memória. Movimentos com os quais você não está acostumada a realizar no dia a dia estimulam os circuitos neurais. A novidade desenvolve o aprendizado e as lembranças.
4.   Coloque ordem em casa
Crie uma rotina. Organize-se e guarde as coisas sempre no mesmo lugar. O cérebro aprende, sem você se dar conta, que aquele é o local das chaves ou da escova de cabelo.
5.   Leia
Mergulhar em um livro é um dos melhores exercícios para trabalhar a memória. Mas é importante usar a atenção nessas horas. Escolha o ambiente e o horário mais propício. Desligue a televisão e o computador, e boa leitura.
6.   Relaxe
A maioria das pessoas não consegue se concentrar e prestar atenção em momentos de tensão. Tirar a preocupação da cabeça e relaxar abre espaço para guardar outras informações.
7.   Durma mais
Durante a noite o cérebro se ocupa com o processamento das informações coletadas ao longo do dia. Sete ou oito horas de sono todas as noites são suficientes para que ele filtre e ordene os acontecimentos.
8.   Abrace os sentimentos
Você sabia que as emoções intensificam as memórias, mesmo aquelas mais simples, como onde deixou a caneta? Então, nada de reprimir a vontade de abraçar alguém ou até de chorar quando bater aquela vontade.
9.   Exercite o cérebro
Treinar a cachola aumenta a probabilidade de armazenar informações e impede que elas sejam substituídas por novas memórias. Um bom exemplo é repetir algumas vezes o nome de uma pessoa a quem acabou de ser apresentada.

   10. Medite

A prática melhora diversas funções cognitivas. O ato de esvaziar a mente e refletir sobre um objeto em especial ativa a concentração e por isso tem efeito positivo sobre a memória
.
Com informações de corpoacorpo

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer para lacear e amaciar sapatos apertados


Falar sobre um sapato apertado seria plenamente desnecessário, sobretudo para quem já se pegou tentando usar/andar com um, não é verdade?

Mas, apesar de ser um grande inconveniente, é uma situação não tão rara assim, sabe-se lá o porquê.

Nas dicas abaixo vai encontrar algumas sugestões de como proceder para resolver este velho problema e passar a curtir o seu “pisante” – sapato novo – como deve e merece.

Leia também:
- Como fazer para resolver problemas diversos com os seus sapatos
- Como fazer para manter o seu sapato de couro sempre novo
- Como fazer para cuidar dos sapatos e de outras peças de couro
Você deve avaliar bem o tipo de sapato, sua constituição, entes de escolher a técnica/dica mais adequada para não ‘estragar’ ou comprometer a sua aparência e/ou conservação.

É bom lembrar que todo calçado, mesmo os de tecidos, costumam ceder nas primeiras horas de uso, quando pegam ou se adaptam á forma do pé, logo, antes de qualquer ação, calce-o e ande um pouco.

Um ação adicional é usar uma meia fina – finíssima – tipo aquelas segunda pele, pois, ele faz escorregar o pé dentro do sapato, diminuindo  sensação de aperto.

Use o sapato por cerca de uma hora dentro de casa para avaliar se precisa mesmo partir para outra ação para amaciar. É o tempo que ele pode muito bem se amoldar ao seu pé.

A primeira dica é passar um pouco de hidratante nos pés, ou mesmo um pouco por dentro do sapato nas áreas que estiverem ‘pegando’, o que ajuda a esticar um pouco e facilita escorregar o pé para dentro dele. Funciona principalmente em sapatos de couro.

Outra idéia que funciona. Encha um saco plástico com água e feche bem de maneira que a água não vaze, acomode dentro do sapato, sobretudo nas áreas mais apertadas embale o sapato em outro saco plástico e coloque no congelador.

À medida que a água se congela ela aumenta de volume e vai forçando um laceamento da área apertada. Daí é só retirar e secar com um pano o seu sapato de eventual umidade.

Passe um pouco de álcool na parte interna do sapato exatamente na área que pretende alargar e, em seguida, preencha todo ele usando um papel limpo, úmido e bem amassado. Pressione muito bem isso dentro do calçado e espere por aproximadamente 12 horas.

Outra dica é calçar o sapato usando meias e direcionar um jato do secador de cabelo exatamente para a área que pretende lacear por algum tempo – 2 a 3 minutos – enquanto mexe vigorosamente o pé tentando forçar ao máximo.

Como observamos no principio você deve fazer com atenção para não danificar o seu sapato, observando cuidados caso seja de couro ou de outro material mais delicado, tanto na textura como no revestimento.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

terça-feira

Como fazer para conservar e não entupir o seu vaso sanitário

 
Dicas de como desentupir um vaso sanitário é, como poderia dizer, relativamente comuns, não é verdade? Mas, como fazer para não entupir, não chega a ser tão comum, mas, é o que vai conferir nos itens abaixo.


São atitudes simples no cotidiano que podem livrá-la (o) de um grande problema que é ‘topar com um vaso entupido na casa.

Confira:
- Não jogue papel higiênico dentro do vaso; 
- Nunca jogue absorventes no vaso sanitário; 
- Nunca jogue preservativos dentro do vaso; 
- Nunca jogue lenços umedecidos no vaso sanitário; 
- Tenha sempre uma lixeira no banheiro para o descarte adequado desse material, de preferência, bem ao lado do vaso sanitário; 
- Se você costuma receber bastante visita em casa, veja a possibilidade de colocar uma pequena plaquinha no banheiro lembrando que o papel higiênico deve ser descartado no lixo;
Limpe seu vaso sanitário ao menos uma vez por semana.

Como vê, não tem nada de tão complicado assim, entretanto talvez exija alguma mudança de hábito, como jogar o papel higiênico no vaso, por exemplo. Mas, pode valer à pena, já que pode garantir que não vai topar com o contratempo desagradável de um vaso entupido.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

domingo

Como fazer um aromatizador de geladeira simples e cheiroso


Aromatizar uma geladeira ou um ‘guardador’ de comida, como se diz, soa meio estranho, não é verdade? Mas o “pot-pourri” de cheiros que acaba formando o ‘cheiro de geladeira’, pode dar uma combinação não de todo boa, ou agradável, logo, usar um aromatizador pode ser uma boa ideia.

Entretanto, antes de partir para ‘corrigir’ o cheiro, uma boa ideia é dar uma geral e verificar se não tem algum alimento meio esquecido por lá, que tenha passado do ponto e esteja provocando algum cheiro desagradável.

Outra ação adicional é acondicionar direitinho os alimentos antes de colocá-los no refrigerador, para isso utilize vasilhames bem fechados, bem como sacos plásticos e até o velho papel alumínio.
Mas, vamos aos aromatizadores.
A primeira ‘receita’ é usar um limão ou laranja. Corte o que seria um gomo, introduzia no espaço folhas de manjericão ou hortelã, por exemplo, e refaça o fruto recolocando o ‘gomo’ no lugar de origem. Se ele se recusar a ‘voltar’, prenda-o com um palito.

Coloque em um pires ou outro vasilhame semelhante e pronto. Eis o seu aromatizador. De cheiro suave e gostoso.

Uma boa ideia é torrar alguns grãos de café por uns 5 minutos. Uma vez torrados, é só introduzi-los na geladeira. Simples assim!

Temos, ainda, esta. Faça uma solução com 15 ml de baunilha – pode ser esta mesma utilizada na cozinha – com 100 ml de água, daí é só usar um pano e passar nas paredes internas do refrigerador.

Outra ideia bem simples e rápida é cortar um limão ao meio e ‘espetá-lo’ com cravos. Daí é só colocar em um pratinho que ele vai dar um raro nos cheios de sua geladeira.

No mais, vão duas dicas para, não necessariamente perfumar a sua geladeira, mas para absorver cheiros eventuais que venha a considerar não agradáveis. Para isso coloque um pequeno recipiente com bicarbonato ou com ‘pedaços’ de carvão vegetal.

É isso!

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark