quinta-feira

Como fazer para reaproveitar as ‘gominhas’ com criatividade



As ‘gominhas’, gomas elásticas, ou até mesmo ‘borrachinhas’, são figuras bem comuns e que têm, quase sempre, o destino da lata de lixo depois de usadas.

Sei de uma pessoa que assina um jornal e não tem a mínima ideia do que fazer com tantas ‘gominhas’.

Nestas imagens abaixo vai conferir algumas maneiras de reaproveitá-las em pequenas coisas/usos no cotidiano.

Um detalhe a acrescentar é que o ideal é que sejam usadas em objetos e ou situações no cotidiano, evitando assim o uso em objetos que serão guardados por muito tempo, já que é normal ela ressecar e quebrar, assim como “melar”, o que pode danificar o objeto que estiver prendendo/segurando.
para manter a porta aberta
para abrir esmalte 
garantir vida longa às vassouras e espanadores
para 'dosar' melhor a tinta no pincel


'segurar' os óculos largos


manter 'firmeza' nos cabides
facilitar o uso do hashi
organizar fios cabos e carregadores
marcador de página

Como pode ver, ele pode ser bem versátil, não é verdade? Além de dar uma força na organização e uso de vários objetos, ainda ‘leva’ algo ecológico ao ser reutilizado.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

segunda-feira

Como fazer para pendurar, sem erros, os quadros na parede

Vendo um título assim, parece dispensável uma orientação para algo que parece tão óbvio, não é verdade?

Entretanto, um errinho de concepção, de ‘estratégia’ ou de uso de material adequando, por exemplo, pode trazer um leve dissabor que vai dar um pouco mais de trabalho.

É o caso de uma “dilaceração” (estragar/quebrar) da parede que, a depender do local, pode exigir um reparo com certa urgência, o que não vai ser nada bom para uma tarefa tão fácil, e prazerosa, como decorar o espaço com um quadro de nosso gosto e escolha.

Então vejamos.

Escolhido a parede e local, cole um retalho de fita crepe no ponto do furo, para evitar que no processo o buraco saia maior do que o esperado e a parede ‘se quebre’ no local.
Veja mais: Como fazer para bater pregos na parede sem danificá-la
Embora ‘tecnicamente’ altura básica seja de 1,60cm do piso até o meio do quadro, uma ideia mais personalizada é colocar o ponto do prego/parafuso de maneira que o centro do quadro esteja, de preferência, à altura dos olhos.

Se o quadro é pequeno e leve, o prego é suficiente, mas, caso tenha um quadro maior em peso e tamanho o ideal é um parafuso. Para isso proceda do mesmo modo, com a fita adesiva e faça o furo adequado para a bucha.

Feito o furo, coloque a bucha no buraco, bata um pouco com o martelo até seu encaixe total. Daí é só usar a chave de fenda... E eis o seu novo quadro decorando a sala.  

Simples, não? Mas, como viu, detalhes que parecem simples, podem trazer contratempos desagradáveis se ignorados.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sábado

Como fazer para organizar o cotidiano em sua casa com dicas simples e rápidas

Não é raro encontrar por aí, sobretudo na internet & Cia, artigos variados que tratem de temas assim sobre a organização do nosso dia, seu efeito na qualidade de vida, associados a alguns procedimentos e/ou práticas adotadas no cotidiano.

Como vai ver abaixo, estas são dicas simples e fáceis – que nem sempre nos ocorrem fazer – mas que tem um efeito comprovado sobre a ‘nossa cabeça’, nosso cotidiano e qualidade de vida.

Dê uma olhada e veja se dá para adicionar alguma coisa ao seu cotidiano e conferir efetivamente os seus efeitos.

  - Mudar com frequência a decoração natural: plantas e flores

Evite deixar flores murchas, água verde, poeira no vaso, mofo nas pedras, além de outros sintomas de desleixo na sua sala de estar. Um dos hábitos que gostaríamos de propor é verificar as plantas e flores todas as manhãs para perceber quando elas começam a  murchar e por isso precisam ser trocadas. Assim a sua sala de estar ficará sempre bonita com flores frescas.

  - Varrer pela manhã

Antes de começar a sua vida na escola ou o trabalho dedique apenas 20 minutos varrendo a entrada da sua casa, para transmitir uma sensação de organização e limpeza ao entrar e sair de casa.
Leia também: 
 - Como fazer para manter organização e garantir além da funcionalidade, a saúde 
 - Como fazer para manter facilmente sua casa organizada 
 - Como fazer para iniciar o dia com um bom ritmo de organização e cuidadas
  - Estacionar o carro sempre na mesma posição

Às vezes invertido, de repente horizontal, às vezes verticalmente... Essa situação reflete a forma como você estaciona o  seu carro na garagem de casa todas às vezes? Então uma boa ideia é criar o hábito de estacionar seu carro sempre na mesma posição; Assim a sua saída de casa será mais rápida e fácil.

  - Organizar depois do uso

Quando você terminar de usar os objetos da sala de estar, guarde tudo o que você usou imediatamente. Assim você evita momentos de ansiedade quando as visitas surpresas chegam e a sua sala de estar está uma verdadeira bagunça. Itens como o controle remoto da TV, livros e revistas devem ser devolvidos aos seus devidos lugares.

  - Limpar depois de comer

Após o café da manhã, almoço ou jantar, coloque a louça na máquina de lavar louça. Se você não possui uma lava louça, a melhor solução é lavar os pratos e já deixar a cozinha organizada imediatamente, para garantir que este espaço esteja em ordem e todos os objetos estejam disponíveis e limpos na próxima vez que você precisar usá-los.

  - Sair da cama pelo mesmo lado

O hábito de levantar da cama do mesmo lado torna a sua rotina de organização do seu quarto um pouco mais simples. Tente se levantar sempre no lado direito ou esquerdo todos os dias. Desta forma tudo o que você deixou enquanto está dormindo será encontrado quando você acordar.

  - Manter o cobertor sempre dobrado

Mesmo se você ainda estiver sonolento do cochilo da tarde ou após acordar, crie o hábito de dobrar o cobertor e armazená-lo ou utilizá-lo para cobrir a cama. Este hábito irá ajudar a manter a cama arrumada durante o dia e trará mais ordem na sua casa.

  - A toalha e o sabonete para mãos

Este hábito não leva mais de 30 segundos do seu tempo. Após usar o sabonete e a toalha de mão no banheiro, coloque-os no seu devido lugar. Apesar de parecer que eles são elementos menores,  a realidade é que eles são artigos usados por todos que utilizam o banheiro e, se alguém entrar no cômodo e a pia já estiver desorganizada, a cadeia de desorganização irá continuar.

  - Organizar sempre as almofadas

Eles parecem um acessório que não merece muita atenção, mas as almofadas são inimigas da organização quando não são levadas muito a sério. Tenha o hábito de arrumar as almofadas quando você sair da sala de estar ou do quarto para garantir uma sensação de organização nestes ambientes.

  - Deixar os objetos mais usados em um lugar certo

Este hábito irá ajudá-lo a manter a organização desde o primeiro passo que você dá na sua residência: consiste deixar chaves, guarda-chuva, dinheiro e até sapatos próximos ao hall de entrada da casa. Para tornar este hábito mais fácil, instale um móvel adequado e charmoso, como este foyer da foto.

Como pode ver são atitudes/ações simples e vale à pena conferir, ou seja, botar em prática.

Com informações de homify

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer para resolver probleminhas com suas roupas com dicas simples e fáceis

São dicas simples que podem resolver probleminhas que surgem com as roupas, já que na hora ficamos meio que perdidas procurando uma solução, de preferência rápida, e porque não, que funcione.

Embora estas dicas abaixo sejam, relativamente, conhecidas, a depender da situação você pode/deve fazer um teste antes, já que podem não corresponder bem às suas expectativas.

Confira:

 - Botão caindo - Se o botão de sua camisa estiver se soltando, pingue uma gota de esmalte incolor sobre a linha. Em botões de metal, renova o brilho e disfarça arranhões.

 - Mancha de gordura na roupa - Na hora em que cair uma gordura sobre a roupa, salpique talco sobre a mancha e deixe por alguns minutos, antes de escovar.

 - Chiclete na roupa - Passe gelo no local e retire o chiclete quando ele ficar duro.

 - Fixar cor nas roupas (ou evitar que desbote) - Para isso, substitua o amaciante de roupas por ½ copo de vinagre branco na água de enxague das roupas.
Leia também: 
 - Como fazer para aumentar conservação e durabilidade de suas roupas e acessórios 
 - Como fazer para lavar cada tipo de tecido do jeito coreto e seguro 
 - Como fazer para passar roupas mais facilmente com algumas dicas simples
 - Gordura na roupa - Coloque no local detergente líquido, de preferência incolor. Depois de um tempinho esfregue e lave.

 - Mancha de fruta - Coloque leite morno em cima do tecido seco.

 - Mancha de vinho - Passe uma pedra de gelo no local onde caiu o vinho até que a mancha desapareça.

 - Manchas de batom - Esfregue um pouco de álcool no tecido. Também pode ser benzina.

 - Mancha de café - Lave com água morna e glicerina.

 - Remova manchas de meias brancas - Ferva-as em água com fatias de limão.

 - Mancha de ovo - Lave com água fria, pois a água quente vai fixar ainda mais a mancha. Antes de lavar, use uma pasta de sal (sal com gotinhas de água) sobre a mancha.

 - Mancha de refrigerante - Se deixar cair algum líquido na roupa, como refrigerante, tire-a com água fria. A água morna vai fixar a mancha.

 - Zíper encrencado - Passe um lápis comum para baixo e para cima. O grafite lubrifica as duas partes e faz com que o zíper passe a se movimentar, sem problemas.

Como pode ver tem dicas “pra toda obra” ou situações bem comuns no nosso cotidiano.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

domingo

Como fazer para limpar e conservar as bancadas de granito

O granito é um material relativamente comum em bancadas de pias de cozinhas e banheiros.

A sua beleza é incontestável e sua conservação não é difícil, pois ela é bem resistente, mas do que aquelas de mármore, por exemplo, mas alguns cuidados são essenciais para tê-la sempre bonita e conservada.

Uma boa ideia preventiva é passar anualmente o selador sobre sua superfície o que lhe garante a impermeabilidade.

Evite utilizar produtos químicos abrasivos, limpadores ou quaisquer ingredientes ácidos. O vinagre é um bom exemplo. Do mesmo modo para evitar as manchas, evite derrubar substâncias ácidas sobre ela.

Outras medidas simples é evitar, e se acontecer limpar rápido, coisas tipo refrigerantes, suco de limão, vinagre que poderiam deixar-lhe manchas.
Veja também: 
 - Como fazer para eliminar manchas diversas em mármores 
 - Como fazer uma solução forte para limpar azulejos e pisos 
 - Como fazer para usar água oxigenada na higiene e limpeza em casa
Nunca use a bancada como tabua de cortar, pois as escoriações seriam inevitáveis.

Para efetuar uma limpeza básica, utilize uma solução feita com um pouco de detergente, algumas gotas, em água morna com uma esponja ou pano macio e seque com uma toalha de papel ou pano.

O álcool isopropil (70%) é o que pode ser utilizado para uma limpeza mais consistente, passando-o em uma mistura de 1 para 3 partes de água e secando-a com um tecido macio.

Algumas manchas como àquelas causadas por material orgânico ou manchas de tinta ou marcadores, saem bem com água oxigenada. É só passar e enxaguar depois.

Como pode ver, apesar de ser um material bem resistente, pode ‘sofrer’ sim, com alguns agentes e comprometer sua beleza.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sexta-feira

Como fazer para usar uma extensão elétrica com eficiência e, sobretudo, segurança

As extensões elétricas são umas “figurinhas carimbadas” em todo lugar, não é verdade? Entretanto, tomar alguns cuidados e/ou precauções mínimas as tornam não ‘só’ oportunas e “uma mão na roda”, como se diz, em algumas situações no cotidiano.

São recomendações do Código Elétrico Nacional (NEC) que visam exatamente isto: orientar na tomada de cuidados essenciais para uma utilização com a devida segurança pela população.
Leia também: 
 - Como fazer para arrumar e ordenar os fios e carregadores pela casa 
 - Como fazer um suporte para fios e extensões com rolo de papelão 
 - Como fazer manutenção e correção de instalações em casa
Estas situações abaixo são aquelas que não devem ser feitas ou utilizadas:
• Como um substituto para a fiação fixa de um dispositivo ou estrutura. Se o cabo de extensão é um elemento permanente em seu home theater ou no escritório, você deve olhar para outras opções. (No caso de protetores contra surtos, está tudo bem se você estiver usando-o como um dispositivo para proteger o equipamento contra surtos inesperados de tensão e não estender apenas ao alcance de uma corda.) 
• Quando executado através de buracos em paredes, tetos ou pisos, ou escondido atrás de paredes, tetos ou pisos.  
• Onde executado através de portas, janelas ou aberturas similares. 
• Onde anexado às paredes ou superfícies dos edifícios (como serpenteava em volta do topo de uma porta de entrada para evitar a regra de direito acima desta).
Ou seja. A extensão elétrica é um arranjo temporário, de uso ‘curto’ ou próximo – não permanente, portanto – evitando situações em que possa interferir no trânsito de pessoas, em locais onde possa ser interrompida bruscamente, não só do contato/tomada, mas, sobretudo o corte ou rompimento da conexão fio/plugues.

É uma situação que pode gerar um ‘curto circuito’ localizado, provocar eletrocultação, ou mesmo uma pane geral na rede elétrica, com as consequências previsíveis para a segurança e vida das pessoas envolvidas e, mesmo para a casa.

Observe o estado de conservação dos fios e as suas conexões nos plugues. Evite a sobrecarga excessiva da conexão ao usar “tomadas múltiplas”.

Logo, a extensão elétrica é um arranjo oportuno que deve ser, sempre, usado com todas as precauções.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quarta-feira

Como fazer um cabideiro simples e dar-lhe um toque vintage

Como pode ver na imagem sugerida acima, fazer um cabideiro de parede com este aspecto vintage pode ser um detalhe interessante na decoração da área de entrada de casa, ou mesmo do próprio quarto.

Não vai precisar de muito material e muito menos ter muito trabalho na sua execução.
Vai precisar: 
 - Da tabua de dimensões que achar mais conveniente; 
 - Puxadores – reaproveitados, ou não, de gavetas/portas; 
 - 2 ganchos, ou parafusos fixadores, para pendurar; 
 - Papel contact ou tinta/verniz 
 - Furadeira.
Montando. Não tem erro, como vê na imagem, é bem simples e fácil.

A tabua de aproximadamente 60 cm – ou a seu critério – o revestimento em papel contact ou mesmo a pintura a tinta óleo, os ‘ganchos’ para pendurá-lo na parede, e aquilo que vai dar-lhe o toque de originalidade, os trincos/puxadores.

Se a opção for dar-lhe o toque vintage/antigo, como o sugerido, tem que escolher o papel contact com padrão ou estampa compatível – pode, inclusive, optar por envernizar – e escolher os puxadores de gavetas e portas com motivos adequados.

Os puxadores podem se reaproveitados de gavetas e móveis antigos, se os tem à mão, ou podem ser encontrados em lojas de material de construção e/ou bricolagem.

Eles podem ser iguais ou de modelos e tamanhos diferentes como na imagem.

O certo é que vai ficar bonito e dar um toque diferenciado ao ambiente onde for colocado.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

segunda-feira

Como fazer para dar um toque de decoração e beleza às suas tomadas e interruptores

As tomadas e interruptores são itens presentes por toda a casa, que normalmente passam despercebidos, em que pese a sua grande utilidade e praticidade em nosso cotidiano.

Mas, já que eles estão lá... Por que não dar um ‘trato na cara’ deles para, além de serem úteis adicionem beleza e charme ao ambiente.
Veja também: Como fazer para limpar com segurança os interruptores e tomadas
É o que você pode fazer dando uma olhada nestas imagens abaixo. Tem opções e ideais para todos os gostos e ambientes. Ambientes, como adaptar ‘sua decoração’ conforme o ambiente. Tipo quarto das crianças, por exemplo.

Confira e use sua criatividade.

Você pode até adaptar ou escolher o tema ou motivo no revestimento, conforme o ambiente, a sua natureza e uso.
O revestimento pode ser feito com tecidos, mas apesar da grande variedade de ‘motivos’, existe o inconveniente de serem sujos facilmente, em função do uso continuado.

A alternativa é utilizar algo como o papel colorset, ou mesmo o papel contact que, por serem impermeáveis ou “plastificados” podem ser limpos com um pano úmido – claro que com cuidado com o excesso de água para não fazer um “contato” e levar um choque elétrico.
A depender de sua opção vai precisar de:

 - Cola branca misturada com água na proporção 1:1
 - Pincel
 - Estilete
 - Tesoura.

Veja o passo a passo nestas imagens:
Posicione o espelho em cima do tecido – ou outro revestimento – e risque no avesso o pedaço a ser cortado, deixando uma borda a mais nos quatro lados.

Risque um X na área vazada do espelho. Passe cola na face frontal do espelho e cole o revestimento em cima. Use os dedos para alisar a parte  colada.

Passe a cola nas bordas internas do espelho e cole o excedente. Comece pelas laterais maiores. Na hora de colar as menores, faça uma dobra igual a de embrulho de presente e cole por cima da parte já fixada para o acabamento dos cantos.

Na área vazada, use um estilete para fazer o corte em X e cole as abas para dentro do espelho. Aguarde a cola secar totalmente antes de colocar o espelho na parede.

Mas, caso sua opção seja o revestimento que já vem com a cola, o trabalho fica bem simplificado. É só colar, colocar na parede e curtir.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sábado

Como fazer para usar uma ideia de estante simples como fator de decoração e praticidade

Há algum tempo seria impensável alguém sugerir uma ideia assim, de estante deste tipo, como um fator ‘moderno’ de decoração.

É que, originalmente esta opção sempre frequentou os depósitos, e quartinhos de guardados, tanto pela sua praticidade, simplicidade, como pelos seus custos, normalmente mais baixos do que outras opções.

Mas, pelo visto, está mudando e já vem sendo sugerida como item de decoração de salas e outros ambientes “mais chiques”.

Confira!

“(...) pode ser usado para organização de livros e demais itens, para posicionar adornos ou apenas para dar um arremate ao ambiente".

Em um dos projetos do expert, ele apostou em um metal em vídeo de fácil execução. "essa é uma opção versátil e pode ser utilizada para diversos ambientes como sala, quartos, banheiros e dá um ar de leveza para qualquer espaço. As estantes com esse material, além de serem econômicas, também iluminam os espaços e dão praticidade ao dia a dia de qualquer residência".

Para escolher o material ideal, Lucas diz que uma boa opção para quem está com baixo orçamento é usar canos PVC. "Os canos servem de armação. Para deixar a estante mais charmosa, use tinta para tirar o tom opaco do cano: escolha tons que se sobressaiam ao tom usado na parede do ambiente". 

Caso opte por uma prateleira de marcenaria, use "um tom de madeira que não roube o destaque dos adornos. Essa opção fica mais fácil de ser resolvida se a prateleira for de vidro".

É importante também pensar no tamanho da estante e ter uma noção do comprimento e largura. "Essas medidas vão depender do que será alocado no espaço: livros, adornos, etc.".

O adorno também é uma boa saída para quem quer organizar o espaço e expor itens decorativos. "Mas atenção: é importante estar atento à disposição dos objetos, para que não fique uma decoração sobrecarregada. Opte por poucos objetos em cada prateleira, aninhando-os de forma com que cores, texturas e formatos se complementem".

Confira outras ideias e referências de uso das estantes de vidro: 
1) Prateleiras internas de vidro: "Pode ser usado para praticidade e um toque leve na decoração, além de ser prático na limpeza". 
 2) Prateleiras suspensa: Elas dão um ar de leveza para o local e podem ser utilizadas tanto para guardar livros, como para colocar as suas plantas. 
 3) Prateleiras com papel de parede: "Leves e não pensam no visual. Você pode destacar a peça dando vida com cores coloridas ou estampadas".
Bruna Nastas, em caras

Como pode ver é uma opção bem versátil e ‘se presta’ a não só ser útil e pratica em vários ambientes e opções como, ainda, leva lá o seu charme de coisa leve e bonita.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer para manter a organização e garantir, além da funcionalidade, à saúde

Embora pareça, a organização não é uma questão só estética, pois, além da perda de funcionalidade no uso do ambiente, a desordem ou bagunça afeta séria e negativamente a saúde e a qualidade de vida.

Não são ilações soltas ou afirmações vazias, pesquisas comprovam o seu efeito deletério sobre a saúde e comportamento das pessoas.

 - Bagunça estressa

Pesquisadores do centro de estudos sobre a vida cotidiana das famílias, da Universidade da Califórnia (Ucla), perceberam altos níveis de cortisol (hormônio ligado ao estresse) em mulheres que possuem casas com "alta densidade de objetos domésticos". Segundo pesquisa feita com 32 famílias, quanto mais coisas pela casa, maior o estresse feminino. Nesse estudo, os homens não foram afetados pela bagunça como as mulheres.
Leia também: 
 - Pode fazer engordar

O especialista em organização Peter Walsh, autor de livros que relacionam a bagunça ao excesso de peso, afirma que uma casa bagunçada causa aborrecimentos e estresse, que muitas vezes é aliviado por meio da comida. Ele também defende que uma vida desorganizada não propicia escolhas saudáveis, inclusive na alimentação, por isso, ao acabar com a bagunça, a pessoa pode emagrecer.

 - Provoca exaustão

Num estudo do Instituto de Neurociência da Universidade Princeton (EUA), pessoas com casa bagunçada experimentaram um aumento no estado de exaustão como resultado da expansão da energia mental no estresse causado pelo ambiente confuso. Segundo o estudo, a bagunça dificulta a concentração, o foco e o processamento de informações, então a pessoa precisa se esforçar mais e gastar mais energia para fazer as tarefas diárias.

 - Atrapalha a tomada de decisões

O mesmo estudo da Universidade Princeton explica que o desgaste mental causado pela irritação relacionada à desordem pode tornar as pessoas mais suscetíveis à frustração e atrapalhar a tomada de decisões.

 - A desorganização nos faz perder dinheiro

Sobre este dado, nem precisa de pesquisa, é empírico: correspondência e papelada desorganizadas nos deixam mais propensos a atrasar o pagamento de contas, o que gera custos extras com multas e juros. Fora isso, em ambientes bagunçados as coisas somem com facilidade, então acabamos comprando objetos em duplicata, o que não só resulta em gastos desnecessários como entulha ainda mais a casa, propiciando o aumento da bagunça.

 - A falta de higiene/limpeza ‘trazem’ germes e bactérias

Objetos espalhados pela casa dificultam a limpeza de superfícies, o que resulta na proliferação de germes e bactérias nos ambientes. Sem contar que louça suja na pia ou utensílios sujos espalhados pela casa, são convites a insetos como formigas e as tais baratas que, com a continuação do repasto disponível, passam a providenciar moradias por perto.

 - Desorganização pode nos atrasar constantemente

Embora já salientada no item um, a desorganização – vulgo bagunça – nos leva a perda de funcionalidade no uso do ambiente e dos objetos, já que no leva a gastar mais tempo que o previsto procurando as coisas em casa, gerando atrasos constantes e muito estresse.

 - A desarrumação pode provocar acidentes


Como a imagem ilustra, uma situação assim não é de todo inviável, pois brinquedos, tênis e toda a sorte de objetos espalhados pela casa podem resultar em quedas, tropeções, até como consequências mais sérias.

Uma casa bem organizada é tudo de bom e com estes ‘argumentos’ enumerados acima temos mais motivos para mantê-las sempre sobre controle, como se diz.

Com informações: Lauren Smith/goodhousekeeping.com

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark