sábado

Como fazer para usar a fita crepe em situações criativas e úteis

Muito se tem divulgado sobre os usos não convencionais – fora de sua destinação original – da fita crepe. Nesta relação abaixo vai encontrar alguns uso não convencionais, algumas delas que vão facilitar a vida das mulheres.
Tirar pelos das roupas escuras com fita crepe
As peças escuras, principalmente após a lavagem, tendem a juntar pelos claros; criando um visual nada atraente. Para resolver, enrole a fita nos dedos, com a parte colante para o lado de fora, e pressione sobre os tecidos até remover os fiapos.
Segurar roupas de alças no cabide
As roupas com alças muito finas acabam escorregando dos cabides, mas é possível evitar que aconteça com um truque simples. Basta enrolar duas pequenas tira de fita crepe no cabide, cada uma no local de cada alça. O que pode servir para outras roupas finas e leves que costumam ‘escorregar’ quando no cabide.
Veja outros usos para a fita crepe: 
 - Como fazer para furar louca e cerâmica com facilidade e segurança
Quando fazendo as unhas
As unhas estilo “francesinha” nunca saem de moda. Para não errar na hora de fazer a pontinha branca, use um pedaço de fita adesiva para o traço. Basta posicioná-la nas pontas dos dedos de acordo com a espessura que deseja, passar o esmalte e retirá-la depois que o verniz estiver seco.

Para não sujar as mãos ao limpar o palito de unha, cole um pedaço de fita no dorso da mão. Use para limpar o palito e, após terminar a manicure, descole a fita.

     Obs.1- Outro uso na ‘área de beleza’ é na maquiagem quando pode ser usada para facilitar o acabamento correto no risco dos olhos.

     Obs.2 - É uma situação, relativamente, rara, mas certifique-se antes se não tem alergia à cola da fita antes de usá-la em contato com a pele.
Fazer barra de emergência calça com fita crepe
Basta virar a peça do avesso, dobrar o tamanho ideal do comprimento e colar a fita. Fazer a barra de calça com fita crepe não substitui a costura e, aos poucos, a cola enfraquece; mas funciona em momentos de desespero até a próxima lavagem. É bom lembrar de não passar o ferro quente sobre a fita.
Veja também: 
 - Como fazer para tirar usos/funções de vários objetos e ‘coisas’ triviais 
 - Como fazer um suporte para fios e extensões com um ‘rolo’ de papelão 
 - Como fazer para explorar utilidades pouco conhecidas dos esmaltes
Em pinturas para garantir o alinhamento no que está sendo pintado
Serve para delimitar áreas a serem pintadas em trabalhos de artesanato ou bricolagem.

Vale, também, como um auxiliar adicional em qualquer situação de pintura – mesmo de parede, por exemplo – quando tiver que garantir o alinhamento de uma área a ser pintada.

Este é um uso mais comum, diríamos assim, já que é utilizado na pintura de veículos. O que garante mais rapidez e eficiência na pintura, reduzindo muito as probabilidades de erro.

Como pode ver, ela pode se bem mais útil do que imaginaram seus criadores, não é verdade?

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer para reparar gavetas frouxas, emperradas e quebradas

Embora as gavetas em sua maioria hoje venham com ‘trilhos’ laterais de metal, muitos móveis, sobretudo de madeira maciça e/ou mais antigos, continuam com as gavetas correndo sobre ‘trilhos’ de madeira.

Enquanto as gavetas que correm sobre ‘trilhos de metal’, na maioria das vezes em que apresentam problemas costumam ser substituídas, ou melhor, o móvel, já as que correm sobre ‘trilhos de madeira’ são facilmente reparáveis.

É quando ficam frouxas ou emperradas em função de umidade ou do desgaste das guias ou ‘trilhos’.

A ideia é trocar. É isso, trocar as guias que estão gastas. Providencie madeira dura com dimensões adequadas para que possa fazer outra ‘peça’. As medidas exatas você tira na própria gaveta. Depois de cortadas, use a plaina e se necessário uma lixa grossa para conseguir as medidas perfeitas.

Feito isso, retire os ‘trilhos’ ou as guias velhas que estavam apresentando problema. Confira antes se vai ser necessário. Quando retirar, marque com lápis a sua posição exata para repor a nova guia.
Leia também: 
 - Como fazer um gaveteiro simples e fácil reutilizando gavetas descartadas 
 - Como fazer um gaveteiro original reaproveitando gavetas descartadas 
 - Como fazer para colar e reparar adequadamente móveis de madeira 
 - Como fazer para remover arranhões ou riscos das mesas de madeira 
 - Como fazer para recuperar pequenos danos em seu móvel de compensado 
Verifique o tipo de fixação, se parafusos, pregos e/ou cola. Ao abrir os furos para a guia nova, tome o cuidado para que os furos dos parafusos fiquem ligeiramente ao lado dos anteriores para garantirem a fixação. Verifique e limpe qualquer vestígio de cola que tenha escorrido e aguarde 24 horas para repor a gaveta.

Se a gaveta estiver emperrada, deve ser um inchaço da madeira em função de umidade. Retire-a e coloque-a ao sol pra que seque. Caso continue a emperrar, use lixa grossa e desgaste nas partes que estão ‘pegando’. Em seguida esfregue vela – parafina – ou sabão, nestas partes para lubrificar.

Outra situação que pode influenciar, também, na mobilidade das gavetas, é problema em um fundo de gavetas danificado. Tente repará-lo, mas se o estrago for grande, a solução é substituir.

Retire o fundo de compensado/eucatex fazendo-o deslizar para trás. Use uma espátula para ‘soltar’ algum ponto que ainda esteja colado. Feito isso use-o para tirar as medidas do novo.

Com a peça nova, use a espátula para retirar todo vestígio de cola velha e o reponha usando cola de PVA. Limpe a cola que escorrer. Daí é só deixar secar e repor a gaveta.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

terça-feira

Como fazer para remover arranhões ou riscos das mesas de madeira


As mesas de madeira, sobretudo aquelas da sala de jantar, por serem mais usadas, são altamente suscetíveis a riscos.

O próprio manuseio de objetos, sobretudo de talheres, as predispõe ao risco de serem riscadas.

Quando riscos superficiais são bem mais fáceis, embora tenham alguns arranhões mais profundos, que, mesmo em madeira revestida – não maciça – chega a afetar bastante em função da fina película do revestimento.

Riscos superficiais

Em arranhões bem superficiais em madeira encerada, ou revestida de laminado, o risco pode ser removido com a ajuda de uma lixa d’água fina (nº 220 a 300) e óleo de linhaça, seguida da aplicação de cera própria para móveis. Também dá  para preencher a ranhura com cera de abelha ou noz, passando em seguida um pano macio para lustrar e aplicando cera para móveis. O risco ficará imperceptível em ambos os casos.

Em madeira envernizada, use um pincel macio para aplicar verniz diluído ao longo do risco na direção do veio da madeira. Deixe secar bem e aplique novamente, até a superfície ficar preenchida com o verniz até tornar o arranhão invisível.
Leia também:
 - Como fazer para proteger o seu piso de madeira contra arranhões
 - Como fazer para recuperar e proteger seus móveis de madeira em função da umidade
 - Como fazer para colar e reparar adequadamente móveis de madeira
Riscos profundos

Se as marcas forem mais profundas, você deverá raspar toda a superfície danificada, usar a lixa, e aplicar um novo acabamento. A cera de abelha também pode ser usada neste caso: faça-a penetrar dentro do risco e, depois de algumas horas, aplique cera de polir.

Além destas ideias acima, existe a alternativa, que parece mais fácil e rápida, de usar a caneta tira risco. Isso para os casos de riscos superficiais e as instruções do como fazer, você encontra no ‘instruções’ da embalagem do produto, ou melhor, nas instruções do próprio fabricante.

Como pode ver é bem simples e fácil, não? E vai restituir um visual ‘mais arrumado’ à sua mesa.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

domingo

Como fazer para ampliar o alcance de sua rede Wi-Fi

Clique na imagem para ampliar
A ideia é melhorar o acesso ao sinal do roteador, já que nem sempre o problema está na conexão da própria operadora, o que não impede que antes você os acione e tente verificar, melhorar, isso, ou seja, atestar se a velocidade real é aquela que contratou.
 
Outro fator a verificar é a localização de seu roteador, já que paredes, móveis altos, portas fechadas… podem interferir no sinal, daí o ideal é colocá-lo em um lugar bem alto para evitar parte dos obstáculos.
Como pode ver, não raro o problema é no seu roteador, daí a sugestão abaixo, que visa ampliar o alcance do “sinal” para que possa ter um bom aceso de internet em toda a casa.
Você vai precisar de:
- Latinha
- Estilete
- Tesoura
- Adesivos
Siga o passo-a-passo das imagens que é bem simples.

Siga a indicação e corte na linha vermelha (tire a base sem boqueira)

Veja que o corte na base da lata deixa um pouco da base – sem pintura – o que lhe dá mais firmeza

Corte na linha vermelha, deixando um pouco do metal – Linha branca (próximo a boqueira) para deixar a base fixa

Cole os adesivos

Encaixe-a na antena, como pode ver na imagem.

Faça testes e direcione como achar melhor e mais conveniente. 

Com informações da rede

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sexta-feira

Como fazer para organizar melhor a limpeza na rotina da casa


Claro que nem sempre vai ser possível seguir uma rotina de organização assim da limpeza e cuidados com a casa, entretanto pode ser uma boa referência para priorizarmos algumas ações, sobretudo para não sermos pegos de surpresa com uma eventual chegada de alguém que não “agendou a visita”.

A ‘visita’ foi só uma brincadeira, já que o bom mesmo é manter uma rotina na faxina/organização e podermos ficar em casa, olhar em volta e não ficar nos lembrando o tempo todo sobre as pendências nesta área, não é verdade?

Veja abaixo e use como referência para criar sua própria rotina.

Este primeiro item: Todo dia, vai se tornar possível, exatamente, em função da rotina diária, já que para alguns itens não passa de uma manutenção que será feita de forma fácil e rápida.
Todos os dias:
  - Jogar o lixo fora e limpar as lixeiras.
  - Limpar os banheiros.
  - Limpar a cozinha.
  - Lavar a louça.
  - Arrumar as comas.
  - Passar aspirador ou pano úmido no chão.
  - Limpar a sujeira dos animais domésticos.

Duas vezes por semana:
 
 - Lavar roupas (segunda e sexta).
 - Molhar as plantas.
Veja também:



Uma vez por semana:

  - Passar roupas.  
  - Trocar a roupa de cama, mesa e banho.  
 - Lavar calçadas e pisos.  
  - Virar o colchão.  
  - Dar brilho nas panelas.  
  - Engraxar os sapatos.  
  - Limpar objetos e quadros.  
  - Tirar o pó dos eletrodomésticos.  
  - Passar lustra-móveis nas peças de madeira.  
  - Limpar estofados e tapetes.  
  - Limpar forno, fogão, micro-ondas e geladeiras.  
  - Limpar a garagem.

A cada quinze dias:
  - Descongelar a geladeira.
  - Lavar os azulejos dos banheiros, cozinha e lavandeira.

Uma vez por mês:
  - Limpar as máquinas de lavar.
  - Limpar as janelas.
  - Limpar as paredes.
  - Fazer a faxina dos armários da cozinha, dos guarda-roupas e outros.

A cada seis meses:
  - Lavar cortinas e tapetes.
  - Trocar o refil do filtro de água.
  - Limpar ralos e sifões.
  - Lavar a caixa d'água.
Com informações cadernodedicas

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quarta-feira

Como fazer alguns reparos e instalações simples em casa


Já publicamos aqui alguns artigos onde damos dicas diversas de como fazer você mesmo alguns reparos ou consertos e manutenção de alguns itens na casa sem precisar buscar ajuda de um profissional.

Alguns são tão triviais e simples, que mesmo os menos afeitos as “estas coisas” vai querer se aventurar para não passar pelo processo de procurar e contatar alguém para fazer.

  - Tapar buracos na parede

Ao remover quadros e prateleiras das paredes, os furos deixados pelos pregos e parafusos podem ser fechados com massa corrida. Use uma espátula para aplicá-la. Deixe secar por três horas e passe uma lixa fina para igualar a área.

Observe e se atenha apenas á área afetada para não envolver o entorno.

 - Retirar os mofos

O primeiro passo e resolver a causa da infiltração. Se a infiltração ou a umidade do prédio já forem resolvidas, espere o mofo secar. Faça uma mistura de partes iguais de água e vinagre. Esfregue no local e enxague com água.

De leve, e persistente, para não comprometer a pintura.

Agora, caso more em uma casa e consiga identificar a origem do vazamento – que a depender do local pode ser uma telha fora do lugar ou quebrada – daí é só seguir o procedimento acima.

Entretanto, se não consegue identificar a origem, que pode ser rompimento ou vazamento de canos ‘dentro’ da parede ou acima do teto, forro, por exemplo, e se não quiser ‘encarar’, vai ter que procurar um profissional.
Veja também:
 - Como fazer para trocar facilmente o vidro quebrado de uma janela
 - Como fazer para você mesmo montar uma extensão
 - Como fazer para resolver alguns probleminhas básicos com as portas
 - Como fazer para trocar resistência de um chuveiro
 - Instalação de máquina de lavar

Se na área de instalação – área de serviço – já tem uma torneira específica para a lavadora, use o veda-rosca nela e fixe a mangueira de alimentação da máquina. 

Se não tem, utilize a própria torneira do tanque e passe a fita veda-rosca sempre que for usar. Encaixe a mangueira da saída da água suja na borda do tanque, usando um recurso tipo um arame ou corda plástica – a depender do seu tanque – para fixá-la.  

 - Conserto de torneiras

Feche o registro e use uma ‘chave de boca’, como se diz, na medida exata para não ‘estragar a torneira, ou uma “chave inglesa”, mas se não tiver uma por perto, pode usar um alicate, para soltar a parte superior da torneira. Tomando cuidado em ‘firmar bem’ para evitar que o alicate resvale e a arranhe.

Retire o pino ou ‘válvula’, troque a borrachinha, ou ele todo, e remonte a torneira.

 - Troca de chuveiro elétrico

Desligue a chave de luz e feche o registro de água. Desconecte os fios. Desenrosque o chuveiro da parede.

Passe fita veda-rosca na ponta do cano do novo chuveiro e instale-o no lugar do antigo. Religue os fios e passe fita isolante nas emendas.

 - Instalação dos lustres

Desligue a chave de luz. Prenda com parafusos o suporte do lustre na caixa de iluminação no teto. Desencape e junte as pontas dos fios e cubra as emendas com fita isolante.

Acondicione os excessos de fio, se houver, acima do ‘suporte’ – dentro da caixa de luz – antes de parafusar.

 - Desentupimento de pias

Desenrosque o copo do sifão embaixo da pia. Retire o que estiver obstruindo a saída da água. Aproveite e limpe o encanamento e o copo com escovinha.

Recoloque-o de volta no sifão.

Com informações de casaejardim

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark