Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

segunda-feira

Como fazer para arrumar as malas com mais eficiência no uso dos espaços

Ideias e dicas de como melhor arrumar suas malas não são raras na rede. Existem até dicas especificas para cada tipo de viagem, mas, estas encontradas no site do Ministério do Turismo dão uma geral, que vai servir para todos os gostos e necessidades. 
 .
Confira!
1. Separe as roupas que devem ser dobradas e as que serão enroladas para organizar a mala.
    - Roupas enroladas ocupam menos espaço, mas amassam mais, enrole os tecidos mais resistentes, como lã e algodão. Peças mais delicadas devem ser dobradas.
2. Algumas peças sempre quebram um galho, independente do destino da viagem!
    - Camisa branca, vestido preto, tênis e calça jeans são eternos curingas. Outro item muito útil é um adaptador de tomadas.
3. Economize espaço dentro da mala sem amassar as roupas, para isso use o bolso interno da tampa.
    - O bolso interno pode ser utilizado para peças leves como pijamas e roupas de praia.
4. Não gaste seu tempo passando roupas que amassam durante a viagem.
    - Peças que amassam mais facilmente ficam melhores na parte de cima da mala.
5. Os cantinhos da mala são lugares preciosos!
    - Use tanto os cantinhos como os espaços que sobram nas laterais para encaixar peças menores como cintos, meias, roupas íntimas e nécessaire.
6. Reserve o espaço no centro da mala para as roupas mais pesadas e que não amassam muito.
   - São peças como jaquetas e moletons, Por exemplo.
7. Identifique a sua bagagem para evitar troca de malas e agilizar a viagem.
    - Para isso, utilize fitas ou adesivos e não se esqueça de um bom cadeado.
8. Alguns locais de hospedagem oferecem itens que podem quebrar um galho e fazer você economizar espaço na mala!
    - Confira se o hotel tem barbeador e secador de cabelo, para não precisar levar esses pesos sem necessidade.
 Como vê, são simples e precisas e atendem muito bem a quem vai viajar. 

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sábado

Como fazer para limpar sua maquina de lavar roupas


É, a máquina de lavar roupas é uma parceira indispensável para a dona de casa, só que ela pega no batente quase todos os dias e nem sempre recebe os cuidados devidos, a não ser quando, em protesto, ela “pifa”.

Então, veja abaixo algumas dicas de como fazer uma manutenção adequada. O ideal e que isso seja feito pelo menos uma vez por mês.

Para lavar a parte interna basta colocar meio litro de alvejante diretamente no “cesto” – tambor – e ligá-la com a opção lavagem rápida, nível de água alto e enxague extra, daí é só deixar completar o ciclo.

Em seguida remova o “dispenser” – suporte de sabão – lave-o usando uma escova tipo escova de dente descartada, e enxague-o com água quente. Ao recolocá-lo faça um ciclo de enxágue sem carga. Faça isso antes da primeira parte – a do tambor – e aproveite o enxague para sua limpeza final.

A limpeza do painel deve ser feita com um pano macio e seco, mas a depender do estado em que se encontra com o pano levemente úmido.

Para a parte externa use um pano úmido, de preferência em água morna, e sabão neutro.

Como vê, é bem simples e fácil, não é verdade?

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quinta-feira

Como fazer uma mistura de cimento para seus consertos e reparos


Quem gosta do ‘como fazer você mesmo’ vai acabar se deparando com a necessidade de fazer algum reparo simples em casa, seja na parede, no muro, ou mesmo no piso. Reparo no revestimento de uma parede, recolocação de pedras, lajotas, azulejos e/ou cerâmicas.

Se a coisa for pequena ou simples, o velho e bom cimento branco já resolve, mas se o serviço é maior vai precisar de uma massa mais forte para que o serviço fique bom.

Em primeiro lugar você vai observar que a massa pode mudar significativamente conforme o tipo de trabalho que vai fazer ou onde vai usá-la. Mudando a proporção de seus ingredientes ou componentes, no caso, a areia, o cimento e a cal.

É o caso do uso interno ou externo, o que vai exigir uma massa diferente para cada situação, se interior a massa vai ser mais fina e macia, ao passo que se externa vai uma massa mais rústica e/ou áspera.

Normalmente estas especificações costumam vir nas embalagens de cimento, por exemplo, mas aqui seguem alguns exemplos que você pode utilizar para se orientar.
Para assentar tijolos:
6 parte de areia
1 parte de cimento
1 parte de cal
Para massa de revestimento:
5 parte de areia
1 parte de cimento
1 parte de cal
Para massa estrutural:
4 parte de areia
1 parte de cimento
1 parte de cal
Para preparar, a depender da quantidade de massa que precisar, você pode usar uma bacia ou mesmo fazer no chão, quando vai precisar de uma colher de pedreiro, ou mesmo uma enxada se a quantidade for maior e no chão.

A depender da situação da areia, ela deve se peneirada, sobretudo se for para um reparo no interior da casa, tipo refazer ou consertar ou reboco. Para isso pode usar uma peneira de cozinha mesmo, se a coisa não for muito grande.

Vá colocando água lentamente à medida que mistura para não perder o ponto. Assim que a massa estiver pastosa, estará no ponto e vai ter uma boa aderência.

Você deve usar imediatamente, pois depois de 30 a 40 minutos ela pode secar e perder.

Se o reparo for em uma superfície vertical, a parede, por exemplo, você pode colocar mais de uma camada de massa, em dois momentos, para que ela se fixe melhor.

O prazo regular para a secagem completa, a depender do volume de massa usado, pode ser de 3 a 4 dias. Verifique antes de revestir ou pintar.

Com informações de casa.umcomo

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

terça-feira

Como fazer para aumentar ou resgatar sua criatividade


Para nós que gostamos – e fazemos – algum tipo de trabalho manual, que bem sabemos não ser apenas uma questão só de habilidade técnica, devemos preservar algum traço desta função, a criatividade, que segundo a neurociência seria comum a todo ser humano se ele não tivesse vacilado e perdido. O que não quer dizer que não possa recuperá-la.

Existem pesquisas da neurociência e dicas de especialistas que servem para qualquer cérebro. “Eu não conheço nenhum humano que não seja criativo. Se você não tem mais criatividade, você perdeu sua humanidade”, diz Mark Randall*

É o que você vai ver nessa entrevista abaixo.
1 - Valorize suas ideias e pare de se importar com a opinião dos outros
Pablo Picasso já dizia que todas as crianças nascem artistas. “O problema é manter -se artista depois de crescido”, afirmava o pintor. Por quê? “Às vezes as expectativas dos outros minam a nossa criatividade, mas muitas vezes nós fazemos isso com nós mesmos”, afirma Randall. Aquela gozação do coleguinha sobre sua letra ou a professora que lhe disse que desenho não era com você podem ter causado um efeito maior do que você imagina. 

Por sorte, ninguém pode acabar com sua criatividade sem seu consentimento. A maioria dos grandes artistas não davam a mínima para a opinião dos outros. Valorize seus rabiscos, mesmo que ninguém mais os valorize.


Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark