segunda-feira

Como fazer para que o seu cão não se torne agressivo

O cão, hoje, é quase uma unanimidade, e se depender dos grandes laboratórios de produtos veterinários e dos próprios veterinários a coisa só tende a aumentar, e com isso vêm, também, problemas e despesas crescentes, sobretudo em função da cada vez maior variedade de produtos ou acessórios que o seu cão “precisa”, ou melhor, que você começa a achar que ele precisa, o que faz a festa de fabricantes e pet-shop.

Um item muito importante que deve ser observado quando se adquire ou adota um cão, é a questão da agressividade. Muitas raças já são naturalmente mais agressivas e mesmo àquelas mais dóceis podem vir a desenvolver hábitos perniciosos, que dificultam a convivência com eles. Logo, algumas medidas ou atitudes devem se observadas o mais cedo possível para que possamos usufruir o que de melhor eles oferecem, companhia, segurança e alegria.

Então veja algumas dicas:
"- Quando o cão rosna ou demonstra tendências dominantes, pede atenção o tempo todo ou faz excessiva marcação por urina dentro da casa, são alguns sinais de que ele tem tendências a se tornar agressivo.
- Ensine comandos de obediência ao seu cão. Evite bater, punir ou prender. Ele deve te obedecer, mas porque entende os códigos de respeito e autoridade, não porque tem medo.
- É fundamental ensinar o cão, desde filhote, a respeitar as pessoas em lugares públicos e na convivência diária. Socializar o animal é imprescindível. Assim, ele crescerá um adulto equilibrado.
- Se o cachorro tem o costume de rosnar, ameaçar ou desobedecer, é porque ele tem tendência a se tornar agressivo. O dono, nesse caso, precisa tomar cuidado para não se tornar refém do cachorro, impondo sua autoridade com firmeza. Não aceite que o animal rosne ou te morda.
- Donos de cachorros temperamentais devem recorrer a um bom adestrador regularmente e recompensar o bom comportamento com petiscos e agrados.
- Na hora de passear com o cão, não deixe que ele te arraste. Mostre a ele que você é quem está no comando.
- Evite que o cão fique muito isolado ou longe da convivência com outros animais.
- Brinque e passeie com ele diariamente. Só assim ele não crescerá inseguro ou apreensivo. Cães com esse histórico podem atacar por motivos banais." (aaaporto)
Então, não custa observar estas regras com atenção e carinho para que você possa curtir apenas o que de melhor pode oferecer o seu cão.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*


Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.

Você pode contribuir com o relato de suas experiências com as ideias e sugestões postadas aqui, bem como tirar eventuais duvidas com o editor e/ou outros usuários.