quarta-feira

Como fazer um coador de pano, simples e fácil

Falando assim parece até que é difícil, não é verdade? Não, não é difícil, mas para você fazer um coador decente, certinho e que não lhe deixe na mão antes da hora, é preciso usar um pouco de critério e cuidado.

Primeiro você precisa do aro. É, o aro de metal, arame grosso, com o cabo, que você pode até ter um por aí de antigos coadores.

Se não tem, não é difícil providenciar um. Por exemplo. Você pode pegar um daqueles cabides padrão, o mais comum é preto, ou revestido com plástico preto, daqueles que costumam vir de lavanderias, e fazer o seu aro.

Faça uma circunferência de uns 30 centímetros – diâmetro – e, a título de cabo, faça uma dobra na mesma peça de arame, de uns 10 centímetros (imagem).

Como pode ver na imagem, a haste do cabo está solta o que não é uma boa ideia, pois fragiliza a estrutura facilitando a “fuga” do coador e reduzindo a sua vida útil, inclusive na hora de lavar.

Use um alicate e prenda esta ponta ao círculo, aro, fazendo uma pequena dobra que o deixará mais firme.

Vai precisar de:
  • Um retalho de flanela branca. O mínimo que vão lhe vender na loja será meio metro, que vai dar para você fazer um estoque de coadores, uns 4, ou para dar de presente,
  • Linha,
  • Agulha,
  • Máquina de costura.
Corte um retalho retangular de 28 cm por 18 cm, dobre, de maneira que a parte felpuda fique para fora no final, alinhave o contorno ou o “triângulo” do coador. O formato pode ser triangular – pontudo – ou com uma base um pouco mais larga. O pontudo facilita quando for coar o seu café direto em uma garrafa térmica, por exemplo.

Feito isso, passe na máquina, tomando o cuidado de repetir a costura por três vezes sem romper a linha.

Na sequência arremate a costura nas duas bordas e faça o corte, deixando, aproximadamente meio centímetro de folga.

Vire pelo lado direito e arme no aro/cabo, alinhavando precisamente – tome cuidado especial nas áreas das costuras, pois, pode ficar alguma folga que vai deixá-lo torto (é até comum encontrar coadores à venda no mercado com este defeito).

Confirmado que ele está perfeito – faça o teste – comece a costura definitiva, à mão, de preferência duas vezes e dobrando o tecido para dentro – já na hora do alinhave – como se fosse uma bainha, para evitar que o tecido se esgarce e solte, sobretudo quando for lavar.

Agora, coloque-o para ferver com a borra do seu último café para “curá-lo”, daí é só esperar ele ficar com um tom bege escuro.

Pronto! Agora é só partir para um cafezinho inaugural ou um belo “pingado”!

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

4 comentários:

  1. Obrigado! 😊 por essa dica eu fiz meu primeiro coador ñ ficou 80% mais achei ótemo assim terminei fazer kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diana!

      Bom que tenha gostado, eu também fiz o meu e estou achando ótimo.

      Beijo

      Excluir
  2. Como colocar o aro no pano? Se o pano já está costurado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Celismar


      Primeiro perdoe-me por só responder agora, tivemos um problema técnico.

      Realmente o texto pode levar a certa confusão neste ponto.

      Então vejamos.

      A parte costurada à máquina se limita ao corpo do coador, o “triangulo de pano”. Com esta parte pronta, o passo seguinte e ‘montá-lo’ – costurar – no aro de metal e desta vez com costura à mão:

      (...) Vire pelo lado direito e arme no aro/cabo, alinhavando precisamente – tome cuidado especial nas áreas das costuras, pois, pode ficar alguma folga que vai deixá-lo torto (é até comum encontrar coadores à venda no mercado com este defeito). (...)

      Espero ter ajudado.


      Um abraço e um bom café pra você!

      *

      Excluir

Seu comentário é muito importante.

Você pode contribuir com o relato de suas experiências com as ideias e sugestões postadas aqui, bem como tirar eventuais duvidas com o editor e/ou outros usuários.